domingo, 24 de outubro de 2010

A hora certa de furar a orelha de sua bebê


então que minha experiência foi diferente com cada uma das minhas filhas. Com a Natália fiquei com muitas dúvidas sobre qual o melhor momento de colocar os brinquinhos nela e, naquela época os hospitais não furavam mais as orelhinhas.

Fui enrolando uns dias e criei coragem quando ela estava com 11 dias. A levamos em uma clínica e o procedimento foi rápido, eu fiquei do lado de fora da sala e ela foi com o papai, que eu sou covarde pra ver minhas filhas sofrendo. Ela chorou, e quando saiu da sala ofereci o peito pra acalmar. Ela passou umas 3 ou 4 horas, no que chamamos de magoada, ela dava umas suspiradas sentidas de vez em quando.

Com a Andressa uma enfermeira no hospital me perguntou se eu queria furar já na alta da maternidade. Topamos de cara e minha mãe levou os brinquinhos lindos, de pérola, que foram presente dela. De novo eu não tive coragem de assistir e minha irmã aproveitou o embalo e furou as orelhas da Gabi que estava com 25 dias.

A Gabi chorou e esperneou. A Andressa, com seus dois dias de vida nem acordou.

Então temos 3 experiências na família, com 11 dias, com 25 dias e com 2 dias de vida.

Minha dica, baseada exclusivamente na minha experiência pessoal, é fure as orelhinhas delas o quanto antes!

7 comentários:

Isabela disse...

Oi Andrea,

Aqui em Sampa é proibido furar no hospital, então no dia seguinte da nossa alta, uma enfermeira veio em casa e furou a orelhinha da Nina.
Ela nem chorou...uma fofa.
Também acho bem melhor furar o quanto antes.

A Andressa está muito fofa, Parabéns !!!
beijão

Cris disse...

Andrea,

aqui a Lu furou no hospital, nem acordou. Disse a minha mãe, porque tb sou covarde, hehe.
E Analu nao podía mais furar na maternidade, e eu sempre com pena fui deixando, furou com 50 dias, chorou pra caramba, ficou magoadíssima.

Eu aconselho furar o qto antes tb, porque eles sentem mais a medida que o tempo vai passando.

Beijoss!!

Lindinha* disse...

Minha bebezinha também furou na maternidade, eu não vi, ela voltou pro quarto com os brinquinhos lindos de estrelinha que a avó deu na orelhinha e super tranquila.
bjs

Wlady disse...

oi Andrea!
que fofura está sua princesinha!
quanto aos momentos de sofrimento das minhas filhotas, como vacinas, também passo a vez para o pai. Sofro tanto que nem tenho forças para segurar, se for preciso.
grande bjk

Nathi disse...

Olá!
Que princesinha mais linda de brinquinhos.

Com a Ana furamos ainda no hospital no dia da alta. Ela nem ligou :)
Vou fazer o mesmo com a Julia.

O quanto antes melhor!!!

Beijinhos***

Chris Ferreira disse...

Oi Andrea,
eu não furei assim que saiu do hospital. Resultado, não furei até hoje. Atualmente concordo que é melhor furar o quanto antes mas também nao sou muito corajosa, não consigo ver. Até para dar vacina, eu sofro. Tem que ser com o papai.
E como o papai não entende muito dessas coisas de meninas ... as orelhas não foram furadas até hoje.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Isabela disse...

Andrea,
Que narizinho o dela hein...uma graça...