quinta-feira, 26 de junho de 2008

Sorriso metálico...

De novo.

eu tinha 14 anos e usava aparelho ortodôntico.

Tinha uma cabeça de girino, uma mãe e um pai com um neurônio cada.

A pessoa resolveu debutar, porque a mãe com um neurônio achava lindo, porque o pai, com um neurônio concordava, porque as amigas iam se meter na mesma indiada.

E esse sorriso? Nem pensar. As fotos vão ficar com cara de dente cariado, foi meu argumento. Vou tirar o aparelho. Chorei, emburrei, briguei, ameacei não debutar. E venci (perdi né).

Mamãe argumentou com o ortodontista se poderia tirar só a frente, depois eu recolocava, o cara, com toda razão, ficou furioso, passou um sabão em todo mundo, tirou tudo e era isso.

Não lembro de eles terem insistido para eu colocar de novo. Sinceramente, acho que foi um alívio pra minha mãe, uma obrigação a menos, a de ficar me carregando pra outra cidade pra apertar o tal aparelho. A vida era corrida para ela também.

Depois de adulta, e de ter criado um pânico de dentista, todo ano adio, prometo que do próximo ano não passa. Lá se foram anos.

Hoje na consulta, com a secretária:


- "já usou aparelho andrea?", "quando?"
- sim, quando tinha 14 anos, há 10 anos.
- "20"
- vinte o que?
- "20 anos ué, tu não vai fazer 34?"
- pronto, agora acabo de me dar conta que a vida está passando rápido demais, vinte anos é muito tempo! Tu acabou com o restinho do meu dia Nete!

Só posso adiantar o seguinte, MUITO sofrimento nos próximos capítulos. Eu tenho pavor da idéia de extrair dentes!

2 comentários:

Luiza disse...

Bom, eu passei a usar aparelho desde 2006, por opção própria, e depois que a chamada "mordida cruzada" passou a incomodar.
E digo: é muito pior começar tratamento na fase adulta!
Acho que tu vais sentir um certo arrependimento de ter abandonado o tratamento no meio do caminho...
Meu caso era bem complicadinho, tive até que fazer cirurgia para colocar um expansor para a arcada superior (pode fazer arrrrrrrgggghhh), passei uns tempos sem comer direito (a parte boa é que alguns quilinhos se perderam neste processo), mas agora tudo está quase normal.
Minha ortodontista diz que vou tirar o aparelho fixo no final do ano e ficar só com o móvel, mas eu não levo muita fé e me preparo para passar o próximo ano com meu sorrisinho metálico...
Em certos dias me arrependi da indiada, mas quando percebo meus dentes se alinhando, do jeito que eu imaginava, até esqueço as sessõs de tortura... hehehe
Boa sorte!
Ainda sobre Rivera: vamos trocar dicas sim, comprar é comigo mesmo!
Beijão!

Andrea Nunes disse...

Luiza, eu já me arrependo MUITO de ter tirado antes da hora, e sempre brigo com minha mãe, coitada, por ela ter cedido a minha vontade. O pior é que pelo andar da carruagem colocarei em cima e embaixo e ainda terei que extrair dentes, o que mais me apavora!