quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Em frangalhos...

Se tem uma coisa que acaba comigo é minha filha doente. Eu não durmo, não me concentro, fico pensando em mil doenças horríveis. Me parte o coração ver ela chorando, com uma dor que eu não consigo curar.

Dormi duas horas essa noite. De cinco em cinco minutos a mão na testa dela pra sentir se uma possível febre estava vindo. Nada de febre. Muita dor de garganta, dor de cabeça, nariz entupido e tosse.

Mesmo que tudo indique uma gripe associada a uma sinusite, eu não quero meu bichinho sofrendo.

4 comentários:

Rita disse...

Andrea, uma vez criei um blog , tenho uma filha de 9 anos...e falei muita dela lá. Escrevia muito sobre as minhas aflições, medos, inseguranças e incertezas.Quanto a missão superhipermega difícil de ser mãe, guria não é fácil...mas acredito muito em Deus(sem religião), então sempre peço muita força.Este tempo está horrível e não há quem resista. Espero que nao seja nada mais do que uma simples gripe e que logo tua princesinha esteja correndo e dando outro tipo de trabalho.
Bjs e bom findi.
*algum tempo já acompanho teu blog,muito bacana...

Wlady disse...

Oi Andrea! É assim que me sinto também quando as minhas filhotas ficam doentes. A aflição toma conta da noite...
Cuide direitinho dela!
Desejo que sua pequena melhore logo.
bjk

Mari disse...

oi Andrea,
Mães são assim mesmo... E eu, agora, que sou avó?!Fico preocupadíssima e sofro pela minha filha e pelos meus netos. Agora é tudo em dobro. Não é fácil! Mas desejo que sua princesa sare logo. bjs

Andrea Nunes disse...

Rita, e desistiu do blog? Obrigada por me ler querida e seja sempre bem vinda! Natinha já está melhor!

Wlady, mãe é tudo igual :o)

Mari, em dobro eu não sei se dou conta não ;o) Obrigada pela visita!