quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Que papo bravo né...

Chega de falar de coisa ruim. Deu. Estou em mini férias forçadas, opero amanhã pela manhã, a tarde estou em casa já.

Hoje só fui ao escritório pela manhã, encaminhei umas coisas pendentes, assinei umas coisas que precisava assinar e to saindo com a casa em dia. Organização e controle não me faltarão! Quem lida com prazos, curtos, como os da Justiça (curtos pros advogados off course, que pro Judiciário, afe!) não pode se dar ao luxo de deixar as coisas acumularem. Sempre pode dar uma "zebra" e já pensou perder o prazo de um processo importante?! Sim, eu tenho uma sócia que pode segurar a onda quando isso acontecer, mas prefiro assim, é meu jeito, saio sem deixar ela sobrecarregada. Me organizo pras minha férias com pelo menos um mês de antecedência, SEMPRE. Com a cirurgia marcada há uns dias deu tempo de sair bem descansada pra essas mini férias.

Espero que amanhã o corte seja pequeninho e eu possa voltar a ativa logo. Na verdade o lugar que é chatinho, nas costas, bem alto quase no ombro direito. Ou seja, vai atrabalhar o movimento do meu braço direito se o corte for grande.

Estou bem mais tranquila. Sei que vou tirar isso e deu. Claaaaaaaaaro que vou mudar minha postura em relação aos cuidados com minha saúde. Sou uma pessoa que só vai a médicos quando está morrendo. Odeio. Mas cá entre nós, sou só eu ou vocês também não se sentem "atrapalhando" quando visitam médicos?? Porque vou te contar, tu passa mal, tem queda de pressão, uma enxaqueca dos infernos, pensa que chegou tua hora, resolve ir no médico porque realmente está se sentindo bem mal. Chega e o cara te olha com uma cara de: "tu veio aqui SÓ por causa disso?".

Juro que fico com receio de ir a um oncologista, já levei um esporro de uma amiga médica por causa disso. Tenho um diganóstico de câncer e devo sim consultar. Mas penso, se a segunda biopsia confirmar que é o carcinoma basocelular, que é "bonzinho" pra que eu vou atrapalhar o médico? Tenho medo que ele me olhe com cara de "tá minha filha e daí?".

Sou doida ou alguém mais se sente assim?

E eu que ia falar de outro assunto né, auto controle é uma coisa rara por aqui ultimamente ;o)

9 comentários:

D. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
D. disse...

Ow, Andrea!

Precisa bater em vc para saber que dói?

Não!

Então.. se for cancêr.. seja qual ele for vc tem que ir a um onco.. afinal o cara estudou isso aih e vai cuidar disso aih sendo ele pequeno, grande ou médio.

Juro.. que se tu não for.. eu me abalo daqui soh pra te levar em um!

Que coisa!

Vou mandar a natalia te passar um sermão!

bj

Ariadne


ps: e aih.. como foi a cirurgia?

Maria Estela disse...

Oi Andrea

Estou torcendo por vc amanhã.
Ah..hj li essa reportagem e lembrei de vc http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe2708200801.htm

Boa sorte...bjs

Luiza disse...

Andrea, tô aqui na torcida por ti, viu?
Beijo!

Anônimo disse...

Andrea, me desculpa o tipo de contato que vou fazer ,logo da pela primeira vez que tcl contigo. Nem nos conhecemos....Li hoje o teu blog hoje, quando pesquisava sobre um tema super desagradável.Li também que vc dizia não querer nunca mais fala sobre este assunto.Entretanto, a possibilidade concreta de falar com alguém que já viveu o mesmo que eu estou vivendo, por identificação pessoal (história profissional,familiar e idade) e das emoções que vc partilhou no blog, me deu força para te contatar.Tenho dois filhinhos com 1 e 5 anos de idade. Descobri na 4ª feira passada, levando o menorzinho ao dermatologista que tinha um “cravinho” no nariz que na realidade tinha 90% de chance de ser um carcinoma....Fui direto ao cirurgião plástico e hoje, pela manhã, fiz uma cirurgia. Percebi que o médico tirou um pedaço muito maior de tecido cutâneo do que a área externa do “troço”, que foi enviado ao laboratório para análise.Tentei ser forte até então, tentando não me impressionar e/ou chorar mas tenho estado calada e pensativa.Penso nos meus filhos e a sensação de que a estética não é tão importante, no fundo , no fundo sei que importa um pouco sim.Acho que é natural, pois uma mulher com 39 anos.Sou oficial de justiça e trabalho há 7 anos num sol “de rachar”, aqui em Campos dos Goytacazes-RJ.Te peço um favor, se te sentires a vontade para falar do assunto, desde já me desculpando pelo inconveniente,me de um alôzinho, ok?!Espero, sinceramente, que esteja tudo às mil maravilhas contigo, ok?!De coração, me perdoa e receba um grd abraço.Cristina

Contato:cristininhafeliz@gmail.com

Andrea Nunes disse...

Cristina, acabei de te enviar um email.

Beijo
Andrea
Segunda Versão

Anônimo disse...

Andreia,procurnado sobre o assunto de cancer de pele li sobre seu comentario, confeso que fiquei bastante emocionado mais nós temos que ser forte e encarar a vida Deus sabe o que faz. Devo falar que acabo de ser operado de um Carcinoma Basocelurar segundo meu medico este tipo de cancer existem um % muito grande de cura então temos que ter fé Deus sabe o que faz. Um grande abraço a vida é bela.

Andrea - Segunda Versão disse...

Anônimo, obrigada, sim precisamos ser fortes e superar! Por aqui tudo muito bem, passados dois anos nada mais me surgiu eu só tomo muito cuidado com o sol. Força e boa sorte para ti!

Andrea - Segunda Versão disse...

Anônimo, obrigada, sim precisamos ser fortes e superar! Por aqui tudo muito bem, passados dois anos nada mais me surgiu eu só tomo muito cuidado com o sol. Força e boa sorte para ti!