segunda-feira, 5 de julho de 2010

Uma grávida em Buenos Aires...

Então que quase no sétimo mês de gestação resolvemos encarar nossa primeira viagem a Buenos Aires. Não foi uma viagem programada. Foi assim, resolvida praticamente de última hora e pelo fato sim de eu estar grávida e com a Andressa nascendo, tão cedo não iremos viajar. Com a Natália só saímos para uma viagem mais longa quando ela completou dois anos.

Buenos Aires em 3 dias:
Buenos Aires é um pulinho daqui. Uma viagem rápida e barata. Com o real valendo 2 pesos argentinos compensa muito visitar os hermanos.

Chegamos no aeroporto de Ezeiza e, seguindo dicas da internet fomos trocar nossos reais no Banco Nacional, que sem dúvida tem o melhor câmbio. Bem ao ladinho da esteira das malas já tem uma empresa que faz troca de câmbio, FUJA DELA, eles estavam praticando 1,60 pesos por 1 real, enquanto no Banco de La Nacion Argentina, conseguimos fazer o câmbio por 2,07 pesos por 1 real. Nos dias seguintes não conseguimos nenhuma troca tão boa. Não perca tempo no Free Shop porque na volta você poderá fazer isso. Vá para o banco porque você com certeza irá mofar um pouco na fila. Ah, e não ouse pedir notas baixas, tu vai levar um esporro em espanhol!

Depois de ler horrores sobre os taxistas portenhos optamos por contratar a empresa de táxi de dentro do aeroporto, mesmo sabendo que eles cobram um pouco mais caro, mas tu já efetua o pagamento dentro do aeroporto e viaja tranquilo. Pagamos 118 pesos para ir até o centro de Buenos Aires, exatos 35 km.

Depois de muito pesquisar optamos por ficar no Hotel Ibis Congresso por já conhecer o padrão da rede, na verdade quando fui fazer a reserva queria o Ibis Obelisco, mas estava lotado. Achei uma boa escolha, hotel honesto, atendimento ruinzinho, mas normal para o padrão Ibis. É aquilo de cada um que se vire, mas a calefação era muito boa, o quarto novo, bem limpo, banheiro grande e claro com um chuveiro bem bom. A localização é muito boa porque estamos no meio dos principais pontos turisticos. Para onde se vá tu não vai gastar mais de 20/28 pesos de táxi.

Sim, use e abuse dos taxis que por lá são muito baratos. Eu estava bem preocupada com este aspecto, li horrores na internet sobre os taxistas. Ficava tensa com a possibilidade de sermos enganados com notas falsas e cobranças absurdas. Foi uma grata surpresa. Com excessão do primeiro taxista, aquele do aeroporto que não trocou uma palavra conosco e um cara mais novo que pegamos e disse que se distraiu quando fez um trajeto mais longo, pediu desculpas, mas não deu desconto, o resto TODOS os taxistas foram super simpáticos, atenciosos, nos mostraram a cidade, contaram histórias. Meu marido que adora futebol sempre puxava papo com eles sobre a copa ou sobre os times da argentina e aí o assunto rendia. Eles se esforçam para serem entendidos, contam de quando foram para o Brasil, quando o peso deles valia dois reais, de como querem voltar, etc.
O último taxista, que nos levou ao aeroporto rendeu boas histórias. Pegamos o taxi dele na porta do aeroporto, enquanto amado marido colocava as malas no porta malas, eu entrei no taxi, o motorista sentado na frente e algo explode dentro do carro e começa a vazar um gás, eu apavorada tentando abrir a porta, pensei que era uma bomba, juro. Não conseguia abrir a porta, o homem apavorado também tentando descobrir de onde saia aquilo e meu marido tentando me resgatar por fora do carro. Aquilo vazava por todo lado e quando eu já estava lá fora o coitado descobriu um Glade, daqueles aerosóis de perfumar o carro que havia explodido. Ele acabou nos dando ótimas dicas para uma próxima viagem, nos disse para sair dos pontos turisticos para fazer compras. Visitar o bairro de Amejaneda e Las Flores que lá encontraremos coisas realmente baratas. Não sei porque não deu tempo.

Assim que chegamos fomos dar uma volta pela cidade, no Centro mesmo. Acabamos no Café Tortoni, que é lindo lindo e vale a visita. Caminhamos bastante conhecendo o centro, me esbaldei em uma Farmacity comprando maquiagem e acessórios para a Andressa, mamadeiras Avent, Nuk, Chicco, chupetas e essas coisinhas todas destas marcas por um precinho muito camarada. Fomos caminhando pela Calle Florida até a Galeria Pacífico e andamos um pouco por lá.

Hotel para um bom banho e descanso e depois Restaurante Miranda, em Palermo Hollywood, Bairro cheio de gente jovem, alternativos, descolados. Muitos de pubs, restaurantes e barzinhos. Pelo jeito é por lá que a "noite" acontece.

Adoramos o Restaurante Miranda, chegamos relativamente cedo, por volta de 21 horas e mesmo assim tivemos que esperar. O lugar bomba. A comida é ótima e super bem servida, nem consegui comer metade do meu prato, o ambiente é agradável e o atendimento é muito bom. Super recomendo. Uma pena foi não termos conseguido provar nenhuma sobremesa. Não deu mesmo. O preço, algo em torno de 110 pesos o casal, Eu pedi salmão e o marido cordeiro.

No outro dia saímos cedo para Palermo, direto loja Maternelle, que é uma loja de bebê. Comprei algumas coisinhas, com precinhos bem camaradas até, mas pelo site deles achei que a loja era maior e com mais opções. O que valeu????????? O Ultrassom 4D que fiz por lá, encaixei horário para logo em seguida de uma moça que não confirmou. O preço?????? Míseros 190 pesos. Eu confesso que nem levava muita fé, porque né, ultrassom em loja eu nunca tinha visto no Brasil. Mas sinceramente o negócio foi show. Um LCD que devia ter umas 52 polegadas, duas poltronas mega master para o papai e a mamãe assistirem deitados e espaço com cadeiras para umas 10 pessoas assistirem atrás.

A médica que realiza o exame super simpática fez o ultra comigo por uns 12/15 minutos, nos mostrou cada pedacinho da bebê, fez a parte médica toda e ainda a parte que a gente esperava, ver a piolha em 4D. Vibrava com os sorrisos e pulinhos dela e ficou eufórica quando ela colocou a língua pra fora.
Tá grávida? Vai pra Buenos Aires? Agende sua ultra 4D com a Maternelle. Não, isso não é um post pago, (Maternelle pode me mandar um presentinho que eu agradeço, claro), mas indico porque gostei mesmo!

De lá fomos passear pela feira do Plaza Serrano, com suas lojinhas de design, grifes, decoração, e vários artistas expondo seus trabalhos. Estava um dia lindo de sol e muito frio, foi muito gostoso caminhar por ali. Dizem que logo ali na Gurruchaga 1637 fica a Outleet da Lacoste, mas não chegamos a ir, porque não queríamos perder tempo com esse tipo de compra que já havíamos realizado em Rivera umas semanas antes. Caminhamos muito muito pelas ruas arborizadas, de arquitetura antiga e super charmosa.

Almoçamos Bruschetas em um Restaurante ali em frente a feira, que eu esqueci o nome. Hotel para descansar porque meus pés de grávida já estavam super inchados.

A tarde desistimos de ir visitar a Recoleta, optamos por voltar para a Calle Florida e conhecer melhor a Galeria Pacifico.

A noite o show já estava garantido, reservado e pago para a Ludmilla, do blog Cartas Argentinas o jantar e show de tango no Piazzolla Tango. Lugar lindo, atendimento impecável, jantar gostoso e um show sensacional. Tudo saiu perfeito e foi muito bom, ficamos hipnotizados pelos dançarinos e o cantor é algo de espetacular. Foi uma noite inesquecível!

Domingo, último dia, infelizmente. Cedinho dispensamos o café da manhã do hotel e resolvemos ir para um daqueles cafés charmosos tomar nosso café da manhã calmamente. Depois um táxi para San Telmo, o objetivo era visitar a famosa feira.
Confesso que me decepecionei um pouco. Acho que criei muita expectativa e achei tudo muito igual, muito cheio, valeu pra conhecer e para ver os antiquários que ficam ao redor. Tomamos um café sentados no sol assistindo o movimento enlouquecido das pessoas. Comprei umas flores de madeira de um artesão e no final da manhã rumamos para o hotel. A viagem tinha, infelizmente acabado, com a promessa de voltarmos para uma semana inteirinha de Buenos Aires. Nos esbaldamos no Free Shop e pronto, acabou.

Buenos Aires é uma cidade linda, limpa, arborizada. Me chamou muita atenção as praças, muitas abertas e super conservadas. Fomos muito bem tratados e essa rivalidade entre Brasileiros e Argentinos me pareceu ser muito mais uma coisa nossa do que deles.

6 comentários:

Angelica Martins disse...

Aaaii que tudo! Meu sonho eh ir em Buenos!!! Bjss

val maria; disse...

tenho muita vontade de visitar a argentina! meu pai já foi duas vezes, mas nas duas tive compromissos que não podia faltar. acho que só depois que luísa nascer mesmo...

achei ótimo vocês darem esse passeio final antes da chegada do bebê. é importante curtir cada momento agora porque como você disse, sabe se lá quando vão aproveitar uma viagem mais longa assim de novo!

e com a pequena, tudo certinho?

beijos!

Tathyana disse...

Eu amo BSA!!! Adorei sua dica da loja que faz a ultra. As compras são realmente muito boas, tem que aproveitar. E a feira em San Telmo tive a mesma impressão que vc: tudo muito igual. Vale a caminhada!!!

Bjssss

Andrea Nunes disse...

Angélica, meu sonho agora é voltar :o) Amei a cidade!

val, espera a Luiza crescer um pouquinho e vai sim, adorei a cidade!

Tathy, ai não vejo a hora de voltar, foram pouquinhos dias :o(

Dymaima disse...

Minha visita a Buenos Aires foi um sonho feito realidade!
Estive por todas partes e encontrei um aluguel Buenos Aires ótimo.
A verdade estou pensando em voltar!
Que saudades!

Andrea Nunes disse...

Dy, eu amei Buenos Aires, pretendo voltar qdo minha bebezinha estiver maior para uma semana/dez dias e aí alugar um apartamento também. Valeu pela dica!
Seja bem vinda ao blog.