domingo, 5 de setembro de 2010

Uma mãe e sua culpa

* barrigão de 37 semanas!

então a pessoa está nesse estado né, 37 semanas de gestação, repouso pra cria esperar mais um pouco pra nascer e uma filha de sete anos a mil...

Natinha me avisou que irá se apresentar na escola tocando violão na quinta, dia 09 e que a entrega de boletins será no sábado, dia 11. emenda com: "tu vai conseguir ir, né mãe?"

então a filha vai pra praia aproveitar o feriado, e a mãe aqui sonha muito e tem sonhos agitados e esquisitos entre um xixizinho básico e outro...

- estou eu na beira da praia com amado marido, sentada na areia, enquanto a filha brinca ao longe, aí vem uma onda gigante pra cima de mim e do papai, uma onda enorme mesmo, Natinha está longe da onda, mas vê a onda atingindo mamãe e papai, e grita: manhêêêêêê desesperada, a mãe aqui responde: espera filha, espera que eu volto pra te cuidar!!!

então acordo, assustada e com uma sensação horrível. são 5 horas da madrugada.


***************************************************************
pensando sobre: culpa, culpa, culpa. pela primeira vez tem algo mais forte que eu, mais forte que o meu querer e posso ter que deixar de participar de algumas coisas da vidinha da Nati.

Mas eu volto filha. Só mais um pouquinho de paciência e eu volto pra te cuidar.

5 comentários:

Tathyana disse...

Oh queridaaaa, o coração da gente aperta mesmo. Mas ela sabe que é amada, muito amada. Queria te dar um abraços agora. Bjsssss

Cris disse...

Querida, sei como se sente...

Não fui boa companhia dos meus filhos, no final da gestação, ainda bem que não rolou nenhum evento da escola nessa época, porque eu estava me arrastando, super pesada, cansada...
Em compensação fui com os pontos da cesárea levaar Lucas em um passeio...


E, li seu post abaixo e sim, tb sentimos falta de tudo que ia acabando da gestação, a última USG, o último enxoval escolhido com tanto amor, o último RN dentro de casa; enfim... Ela vai crescendo e vai deixando pela casa cheirinho de saudade e gostinho de novidades, faz parte...

E vc até que foi forte em deixar Nat viajar, eu simplesmente GRUDEI nos meus, na reta final... Morria de saudades se não estava por perto, embora não conseguisse mesmo fazer muita coisa, pelo tamanho da barrigona...

Um beijo e curta a reta final!! :-)

Eu e minhas três bonecas... disse...

Ai querida, essa culpa que nos persegue... Fiquei quase a gravidez toda de repouso. Perdi muita coisa, inclusive o primeiro dia de aula da minha filha no primeiro ano!!!! Minhas amigas (mães das coleguinhas) mandavam fotos, daí que que chorava... Minha mãe dizia que eu estava fazendo tudo por ela, pq estava me sentindo culpada. Ela já tava ficando malandrinha, mas mãe é fogo, né????

Ai, te entendo perfeitamente. Vai passando essa culpa, mas é muito lento... Ainda tenho "peninha" da Carol muitas vezes... de princesinha da família, perdeu o posto para duas de uma vez só!!!!

Beijosss

Roberta Lippi disse...

Fica firme aí, Andrea, vai dar tudo certo!!
O problema é que a gente sempre quer ser leoa, dar conta de tudo com perfeição, mas o fato é que isso é impossível!! Então de vez em quando a gente desabafa, põe tudo pra fora, e recomeça com força total.
Você vai dar conta, sim, e sua filha vai ser super companheira.
Beijos e boa sorte aí nesses "finalmente", que eu sei bem o quanto gera ansiedade.

Andrea Nunes disse...

Tath, obrigada querida, to um pouco mais tranquila, fazendo coockies que a filha pediu e vou ver se consigo ir pelo menos hoje a noite na apresentação do violão dela.

Cris, tão difícil né, eles acostumados a ter a gente sempre prontinha pra eles. A Nati tem encarado muito na boa, mas eu soooooooooooofro! Se minha pressão estiver boa, hoje a noite vou na escola, me arrastando, mas vou!

Roberta, tu disse TUDO, a gente sempre quer ser leoa e dar conta de tudo. Muita terapia sobre isso já :o)

obrigada pela força gurias!