domingo, 27 de julho de 2008

Preciso, preciso, preciso...

- Amor, acho que preciso viajar.
- Como assim? Lá vem, vai querer ir pra São Paulo com tua mãe pra gastar.
- Não, viajar, uma prainha, sair do ar por uns 10 dias, uma semaninha que seja.
- Te falei sobre aquele cruzeiro em dezembro, tu não quer ir.
- Muito caro, a gente combinou de economizar, depois é aquele sufoco dos infernos.
- Então Deia!
- Mas agora eu quero, mas não quero cruzeiro não, queria ir pra uma prainha, uma cidadezinha calma, pra ficar ouvindo o barulhinho do mar e do vento, andar descalça e sem relógio e não em dezembro, eu quero amanhã, eu quero agora.

5 comentários:

Graziele Mello disse...

Relamente uma prainha caiu muito bem... mas concordo com o Junior... nada melhor que em dezembro.. onde podemos pegar sol.. tomar banho de mar...
Se bem que uma prainha no invernão tb é bom neh... ficar embaixo das cobertas, comendo negrinho, pipoca e jogando uma carta ehehehehe...

Andrea Nunes disse...

Grazi, pois é, estava pensando numa prainha do nordeste, ho ho ho

beijoca

Anônimo disse...

Pooo nordeste é covardia
Imagina tu lá pegando um bronze e nós em pleno invern gaúcho, todas branquelas.. heehehehee
Eu gosto de Natal: relativamente tranquilo, bonito e barato.. Bjao

Uana disse...

assinei como anonimo...num sei fazer isso direito...bj

Andrea Nunes disse...

Amo Natal. Mas não to podendo não. :o(

buáááááááá